Happy hour de conversação em inglês profissional na Wine Soul Store

ESTE EVENTO FOI CANCELADO!

BIM, AUTOCAD OU “QUE SAUDADE DOS VELHOS TEMPOS”

(happy hour de conversação em inglês profissional, dia 09/05/2018, quarta-feira, 19:30 às 21:30 na Wine Soul Store. Inscrições através do e-mail anamariadeandrade@gmail.com)

BIM, CAD OU “QUE SAUDADE DOS VELHOS TEMPOS” (happy hour de conversação em inglês profissional, dia 9 próximo, quarta-feira, 19:30 às 21:30 na Wine Soul Store.Inscrições através do e-mail anamariadeandrade@hotmail.com)
 
Esta happy hour de conversação na Wine Soul Store na rua Oscar Freire será dedicada à prática do inglês e sua terminologia nas áreas de desenho técnico, arquitetura, engenharia, construção e relacionadas.
 
O tema principal proposto, não obrigatório, será o que o título indica – a migração que talvez esteja ocorrendo do Autocad, o mais conhecido dos CADS e talvez ainda líder de mercado, para o Revit do sistema BIM. Tanto Autocad quanto Revit pertencem à Autodesk.
 
O que tenho ouvido me deixa na dúvida sobre a penetração do BIM entre os arquitetos brasileiros, o segmento que conheço melhor por também ser da profissão. E mesmo em outros países: o programa de um recente concurso internacional de projeto para a sede de uma empresa alemã em Madrid, por exemplo, obrigava que o ganhador utilizasse o BIM ao desenvolver o projeto, porém declarava que em vista da penetração limitada desse sistema entre os arquitetos, a empresa forneceria os meios para isto.
 
Noto que o próprio Autocad sempre teve aceitação limitada. O que há na verdade é uma resignação, já que ninguém pode se permitir não usá-lo, e isto ocorre até mesmo entre certo número de engenheiros – por volta de 2010, me lembro de um escritório que havia decidido somente trabalhar com uma versão muitos anos anterior, donde o “que saudade dos velhos tempos” no título, que poderia ter sido “BIM, AUTOCAD, ou nenhum dos dois?”
 
É preciso dizer que, do lado dos arquitetos, a questão precede as objeções técnicas a este ou àquele sistema. A resistência entre eles é mais profunda – é ao próprio uso do computador, que destituiria a arquitetura de seu aspecto de arte plástica, do desenho manual, físico, que seria parte essencial dela. Este artigo de 2012 no New York Times, A Arquitetura e a Arte Perdida do Desenho, do grande arquiteto americano Michael Graves, já falecido, é sobre isto:
 
https://www.nytimes.com/2012/09/02/opinion/sunday/architecture-and-the-lost-art-of-drawing.html
 
Enfim, haverá muito pano pra manga nesta happy hour no espaço zen do jardim do condomínio e da Wine Soul Store, localizada logo atrás da loja Aesop, projetada, diga-se de passagem, pelo nome maior da arquitetura brasileira e mundial, Paulo Mendes da Rocha – por coincidência, um anti-cadista irredutível por muitos anos, que a Wine Soul teve o prazer de receber à época de sua abertura.
 
O perfil dos participantes é: pessoas que tenham algum conhecimento de inglês e sua terminologia nas áreas mencionadas no primeiro parágrafo. Nativos de inglês ou de outras línguas mas com grande fluência nele também são bem-vindos, já que só ajudarão os outros, sendo que eles mesmos sem dúvida aprenderão algum português no processo. Do ponto de vista da atividade profissional, o público alvo primeiro são os arquitetos, engenheiros e cadistas, embora profissionais de outras áreas também possam ter interesse.
 
O objetivo: dar a oportunidade aos participantes de aperfeiçoar seu inglês técnico e não técnico, de trocar ideias sobre duas ferramentas de trabalho essenciais (e sobre outros assuntos, já que nenhum assunto é proibido), e de quebra, de fazerem networking (e principalmente, de degustarem vinho e terem momentos de prazer ao fazerem tudo isto!)
 
Marco Juliano e Silva
tratecni@yahoo.com.br

ESTE EVENTO FOI CANCELADO!